Comissão de deputados vai fiscalizar intervenção federal no Rio

Brasília, quarta-feira, 7 de março de 2018 - 15:6      |      Atualizado em: 14 de março de 2018 - 18:44

INTERVENÇÃO NO RIO

Comissão de deputados vai fiscalizar intervenção federal no Rio


Por: Christiane Peres

Deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) defende articulação com setores da sociedade civil para acompanhamento das ações durante a intervenção.

Richard Silva/PCdoB na Câmara

Foi instalada na noite de terça-feira (6), a comissão externa da Câmara que acompanhará a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro. O grupo, composto por 42 parlamentares, será coordenado pelo deputado Hugo Leal (PSB-RJ) e terá como relatora a deputada Laura Carneiro (sem partido-RJ). O grupo irá acompanhar o planejamento, a execução e os desdobramentos da intervenção no Rio.

De acordo com o plano de trabalho apresentado pela deputada Laura Carneiro, o grupo deverá ouvir o interventor da Segurança Pública no Rio de Janeiro, general do Exército Walter Souza Braga Netto, o ministro interino da Defesa, general Joaquim Silva e Luna, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, e o general Sérgio Etchegoyen, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência do Brasil. A ideia é entender o funcionamento da intervenção e suas ações. A comissão externa da Câmara também buscará ouvir as representações da sociedade civil, além de articular as ações com a comissão externa do Senado – criada com o mesmo propósito.

Para a deputada Jandira Feghali (PCdoB-RJ) é essencial que se conheça as propostas da intervenção. “Até agora ninguém sabe, ninguém conhece esse plano da intervenção, suas metas, seus objetivos. Então, é nosso papel também fazer esta ponte com a sociedade. Além de acompanhar as ações para garantir o respeito aos direitos dos moradores das comunidades onde as ações vêm sendo realizadas”, disse.

A intervenção na segurança do estado vai até o dia 31 de dezembro de 2018. Apesar de ter sido aprovada pelo Parlamento, a tramitação do decreto legislativo contou com forte resistência de parlamentares da Oposição. Eles criticaram o governo por não apresentar dados que justificassem a medida, nem os recursos para as operações.









Últimas notícias

Notícias relacionadas

Sobre nós
Contatos

Área Restrita
Login
Liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados
Praça dos Três Poderes, Câmara dos Deputados, anexo II, sala T-12
Brasília-DF - 70160-900 - Telefone: 55 (61) 3215-9732
ascompcdobcd@gmail.com